Governança Corporativa

Governança corporativa

Gestão de riscos

GRI 102-11

A MRS mantém, desde 2016, procedimentos internos de levantamento de riscos corporativos, elaborados pela Gerência Geral de Auditoria Interna e Gestão de Riscos.

A companhia mantém um dicionário de riscos, divididos nos aspectos: financeiro, operacional, conformidade e estratégico. Com base nisso, anualmente são identificados os riscos a que a Companhia está exposta e as formas de mitigação. Esses riscos deverão ser discutidos com Gerência, Diretoria e Presidência e os resultados, submetidos para análise do Conselho de Administração.

Os riscos detectados são tratados pelas áreas responsáveis por intermédio de planos de ação, com acompanhamento da Gerência Geral de Auditoria Interna e Gestão de Riscos. Para 2020, está sendo desenvolvida uma nova metodologia, com foco nos riscos corporativos mais relevantes para atingimento dos objetivos estratégicos da MRS e seu resultado será apresentado ao Conselho de Administração no final do ano.

Matriz de riscos corporativos

    • Riscos Financeiros

    • Relacionados a:
    • Crédito (indisponibilidade de capital e fluxo de caixa, por exemplo)
    • Mercado (como câmbio e variação de taxas de juros),
    • Ambos tratados especificamente na Política Interna de Gestão de Riscos Financeiros, anualmente, aprovada pelo Conselho
    • Riscos Operacionais

    • Relacionados a processos internos ligados diretamente à operação:
    • Processos (interrupção da operação e indisponibilidade de ativos),
    • Acidentes (ferroviário e trabalho),
    • Pessoal (retenção de mão de obra e clima organizacional),
    • Informação e Tecnologia (confiabilidade de dados e indisponibilidade de informações)
    • Risco de Conformidade

    • Relacionados a leis e regulamentações do mercado em que atua (regulatório e contingência ambiental)
    • Risco Estratégico

    • Relacionados ao atingimento dos objetivos estratégicos da Companhia