Desempenho Operacional e financeiro

Desempenho operacional e financeiro

Inovação e tecnologia

A companhia está na vanguarda no desenvolvimento de ativos ferroviários em parceria com fabricantes do Brasil e do mundo. A fabricante suíça Stadler criou locomotivas para a operação da MRS na Serra do Mar, em São Paulo, conhecidas como Cremalheira, que possuem um sistema adicional de tração e frenagem motor, garantindo a segurança operacional, por conter a carga na descida ou empurrá-la na subida. A tração das locomotivas é feita com uma roda dentada que incide sobre um terceiro trilho, também dentado, colocado entre os dois trilhos convencionais de movimentação de carga, que permitem vencer terrenos com inclinação de até 10%, bastante considerável quando se trata de trens. As máquinas foram criadas especialmente para esse projeto e são 60% mais eficientes que as utilizadas anteriormente.

A MRS é a primeira ferrovia de carga do mundo a implantar o sistema de controle de trens baseado em comunicação: o CBTC (Sistema de Controle de Trens baseado em Comunicação). Com ele, os trens trafegam em intervalos menores de tempo em função do monitoramento eletrônico e preciso. Assim, a empresa amplia a sua capacidade de transporte de cargas e garante a segurança ferroviária, impedindo que um trem invada o espaço do outro. Outro ganho significativo é a redução da necessidade de comunicação por voz, garantindo a eficiência operacional. O CBTC é um sistema de controle e monitoramento do movimento dos trens, através de rede dedicada de comunicação interligada com a sinalização no campo. O computador de bordo troca continuamente informações sobre posição, velocidade e licenciamento e também recebe informações dos trens à frente, do trabalho de equipes de manutenção e de restrições de velocidade. Evita os excessos de velocidade e, nos casos em que o maquinista não atuar, o sistema coloca o trem e sua vizinhança em condição segura, reduzindo a velocidade (corte de tração) ou parando composições (clique aqui para saber mais sobre o CBTC).

Na camada de sistemas de informação, a principal iniciativa da MRS é a adoção da plataforma SAP, incluindo o ERP S4/Hana, para os processos de manutenção e suporte ao negócio, projeto plurianual com início previsto para 2020. Para os sistemas de suporte à operação ferroviária estão em estudos novas soluções com foco em produtividade, mobilidade e automatização de tarefas. Tais implementações servirão de alicerce para as iminentes iniciativas de transformação.

Programa de melhoria contínua e redução de custos

Desde 2001, a MRS conta também com o Programa Ideias em Ação, que tem o objetivo de incentivar a geração de ideias inovadoras, individuais ou coletivas, com foco na produtividade da empresa e aperfeiçoamento dos seus processos.

No final de 2012, o Programa Ideias em Ação foi melhorado, com o desenvolvimento de um sistema para que o processo de avaliação de ideias pudesse ser realizado de forma digital. Em 2018, passou por mais um ciclo de melhoria, tornando-se uma ferramenta de inovação proativa na busca de aproveitar oportunidades de melhoria. Alguns dos resultados que demonstram que o Programa Ideias em Ação atende seu objetivo:

Número de ideias cadastradas

Retorno financeiro das ideias implantadas
(R$ milhões)

Segurança da Informação

Os investimentos em novas tecnologias são fundamentais para a MRS alcançar seus objetivos estratégicos, tornando seus processos de negócio cada vez mais ágeis. Diante disso, visando mitigar possíveis impactos transacionais decorrentes da indisponibilidade de sistemas e de recursos de tecnologia, também são realizados investimentos contínuos em Segurança da Informação.

Os investimentos relacionados ao desenvolvimento e implementação de soluções de segurança da informação do último ano incluem redundância de conectividade, proteção de infraestrutura, gestão de vulnerabilidades, armazenamento e processamento.

A avaliação dos riscos relacionados à Segurança da Informação é feita em conjunto com as áreas internas, parceiro de negócio e equipe de Tecnologia da Informação. A violação de controles de segurança ou o não cumprimento da política ou das normas e procedimentos são considerados infrações graves. Sua apuração passa pelo Comitê de Gestão de Segurança da Informação.

A Política de Segurança da Informação da MRS define e padroniza a proteção e a privacidade das informações e foi baseada nos padrões da norma internacional ISO/IEC 27000, que é um guia com as melhores práticas de gestão de segurança. Para os próximos cinco anos, a companhia planeja investimentos ainda maiores, que incluem implantação de novas tecnologias, transformação digital, melhoria de processos de TI, adequações a novas legislações brasileiras, proteção de dados e continuidade de aculturamento através de campanhas de conscientização corporativa.

Com relação à lei geral de proteção de dados (Lei 13.709/18), existe um projeto em andamento que envolve todos os setores da companhia e tem como objetivo identificar os gaps, os controles já existentes e principalmente o desdobramento de ações corretivas e alterações que precisam ser adotadas nas operações para que a MRS esteja em conformidade com a lei. A alta liderança apoia e está patrocinando o programa de privacidade, liderado pela área Jurídica e de Tecnologia da Informação, garantindo os investimentos necessários para plano de governança de TI.